Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Condessa de Melo

Condessa de Melo

26
Jun23

Mostra de Cinema Europeu

Rafaela da Silva Melo

FB_IMG_1687791298128.jpg

A partir de 29 de julho começa a "Mostra de Cinema Europeu" no Cinema do Porto (FUNDAJ) com a exibição de curtas-metragens da Alemanha e longas-metragens da Espanha, Itália e França.

Sessão curtas-metragens:

Dia 29/06, 19:00h: Short Export: Made in Germany (Alemanha)

Sessão longas-metragens:

Dia 30 de junho, 19:00h: Alcarràs (2022), Carla Simón (Espanha)

Dia 01 de julho, 19:00h: Siccità (2022), de Paolo Virzi (Itália)

Dia 02 de julho, 18:30h: Suprêmes (2022), de Audrey Estrougo (França)

Local: Cinema do Porto (FUNDAJ), Avenida Cais do Apolo, 222, Bairro do Recife.

O evento é organizado pelo Instituto Cervantes, Aliança Francesa, Centro Cultural Brasil-Alemanha, Centro Cultural Dante Alighieri e a Fundação Joaquim Nabuco com a colaboração da Embaixada da Espanha (Brasília), Consulado da França (Recife), do Institut François, do Consulado da Itália (Recife) e do Consulado da Alemanha.

 

01
Dez20

Um pouco mais de história: a Fundação Pero Vaz de Caminha

Rafaela da Silva Melo

Saudações,

Nesta postagem trato da Fundação criada por iniciativa minha e com apoio de toda a minha família em 2018, a Fundação Pero Vaz de Caminha.

"Pero Vaz de Caminha nasceu em Porto, Portugal, no ano de 1450. Filho de Vasco Fernandes de Caminha, cavaleiro do Duque de Bragança. Antigo vereador da cidade do Porto, homem letrado, herdou do pai o cargo de mestre da balança da Casa da Moeda, com a função de tesoureiro e escrivão. Casou-se com Dona Catarina e teve uma filha, Isabel Caminha.  Foi nomeado escrivão da esquadra de Pedro Álvares Cabral que iria estabelecer uma feitoria fortificando o domínio português em Calicute, na Índia, grande centro das especiarias."

A Fundação Pero Vaz de Caminha foi criada em 2018, no Brasil, pela Escrivã-mor D. Rafaela da Silva Melo, a S.A.R. Duquesa de Navarra, com o intuito de reafirmar a importância do legado do escrivão Pero Vaz de Caminha, seu documento que simboliza a certidão de nascimento do Brasil e toda sua herança histórica e cultural.

A Instituição se configura como de caráter particular e sem fins lucrativos que busca reunir e sistematizar documentos, produções acadêmicas, científicas e culturais para o conhecimento do público, em especial, pesquisadores, estudantes e demais interessados. A Fundação Pero Vaz de Caminha desenvolverá ações de filantropia e beneficência, apoiará projetos acadêmicos, culturais e sociais e realizará eventos de interesse público e privado, com fins de captação de doações.

Atualmente contamos com poucos recursos e não possuímos ainda uma comissão e um conselho administrativo. Dentre as próximas ações da fundação estão: o registro legal, a elaboração de um estatuto e um regimento interno para o reconhecimento, a aquisição de um prédio físico, mobiliário, materiais de consumo, seleção de pessoal, elaboração de acervo e um evento de lançamento para o público em geral.

A Fundação Pero Vaz de Caminha tem a alegria de celebrar o legado de Caminha para o público e em breve ganhará um novo website, um pequeno vídeo de divulgação e entrevistas na mídia.

13
Set20

Novidades: atualização na relação dos senhores e senhoras de Melo

Rafaela da Silva Melo

Saudações,

É com muita alegria que fui anunciada oficialmente a 21ª senhora de Melo. Conforme a lista em anexo publicada recentemente, que consta alguns dos mais notáveis senhores e senhoras de Melo de Portugal.

O título de Dona abreviação (D.) é uma herança deixada a mim pela D. Maria da Silva Melo, esposa de Estevão Soares de Melo, 6º senhor de Melo. E deste herdei o título de senhora de Melo e condessa de Melo. 

Atualmente sou a chefe da Casa de Melo em Portugal e na Espanha.

A Casa de Melo de Portugal, ou Portugal de Melo, é uma casa nobre espanhola originária da Coroa de Portugal (do ramo menor dos Duques de Bragança).

Os membros da nossa casa descendem de Constantino de Braganza, vice-rei da Índia, e por sua vez, do General Álvaro de Portugal y Braganza, que foi Chanceler, Secretário da Justiça de Portugal, e oficial da Coroa Espanhola (filho de Fernando I e Felipa de Melo de Villena e Menezes, dona da casa de Olivença, filha e única herdeira de Rodrigo de Melo).

Desta família procedem os Duques de Cadaval, com o Barão da Casa de Bragança, Marqueses de Ferreira, Condes de Olivença e Condes de Tetúgal em Portugal; e na Espanha, os Marqueses de Vellisca, o Marquês de Tordelaguna, os Condes de Gelves e os Condes de Asumar.

Como anunciado, segue a lista de senhores de Melo atualizada em Portugal. 

Referências bibliográficas: 

150px-Armas_duques_ficalho.png

Brasão de Armas da Casa dos Olivenças. O brasão original é de ouro ou composto pelas cores amarela, vermelha e cinza, possuí seis entradas com um circulo alto-relevo em cada uma delas. 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub