Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Condessa de Melo

Condessa de Melo

21
Out21

O Paço de Melo nos dias atuais

D. Rafaela da Silva Melo

Quando vi o Paço de Melo pela primeira vez senti algo especial, um misto de alegria e tristeza. É como se aquela fosse familiar, é aquele sentimento que se trata de algo que conhecemos desde a nossa infância. O Paço de Melo é uma construção senhorial dos fundadores de Melo, que está datada dos séculos XIII/XIV, em razão do regresso do 1º senhor de Melo de Jerusalem. No século XIX durante as invasões de Portugal pelas tropas de Napoleão, o Paço de Melo serviu de refúgio e residência ao Bispo da Guarda.

A casa Senhorial dos Soares de Melo apesar do adiantado estado de ruínas em que se encontra mantém a sua imponência, é uma construção em L em torno de um pátio amuralhado do qual sai a escadaria de acesso ao andar nobre e à antiga capela da casa de Nossa Senhora da Paz, da qual apenas resta a cruz. Atualmente, os cuidados com o Paço são de inteira responsabilidade da Câmara Municipal de Gouveia, que pode receber alguma doação ou fazer parte de algum empreendimento. 

Em 2017, o Paço foi acometido por um incêndio que destruiu uma parte de suas ruínas. Na ocasião houve manifestação nas redes sociais e notícias na mídia. Em uma busca sobre a história mais recente do Paço de Melo, foram localizadas duas fotografias do Paço de Melo construído, uma delas nos anos 30 e outra nos anos 50, ambas mostrando a construção inteira. 

A construção datada de 1200, está em estado de ruínas, mas ainda recebe visitantes e turistas de vários lugares do Mundo. Em 2020,a produção audiovisual "Abandonados Portugal do Ar" listou um conjunto de imóveis e construções em Portugal chamadas por eles de "abandonadas", dentre estes o Paço de Melo figura nesta lista junto a outros imóveis e monumentos. Apesar de rotulado como “abandonado” ele faz parte do património da Freguesia de Melo, sendo um dos seus principais pontos turísticos.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub