Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Condessa de Melo

Condessa de Melo

04
Jun21

Seminários na Universidade de Cambridge!!!

Rafaela da Silva Melo

A Universidade de Cambridge é uma tradicional instituição de ensino superior pública que localiza-se na cidade de Cambridge (Reino Unido). É a segunda universidade mais antiga ainda em funcionamento do país, fundada no ano de 1209. Porém o rei Henrique III concedeu-lhe o monopólio do ensino apenas em 1231.

KingsCollegeChapelWest.jpeg

As universidades de Cambridge e Oxford são rivais na aspiração a serem a melhor universidade do Reino Unido. Ambas produziram uma grande proporção dos mais proeminentes cientistas, escritores e políticos do mundo ocidental. Cambridge produziu mais vencedores de Prémio Nobel (82 no total) do que qualquer outra universidade do mundo. Muitos dos homens que mudaram a história da Física obtiveram seus diplomas por Cambridge, incluindo Isaac Newton, James Clerk Maxwell, John Joseph Thomson, Ernest Rutherford,Stephen Hawking e Paul Dirac. Outras personalidades históricas ilustres associadas à universidade incluem o naturalista Charles Darwin, o economista John Maynard Keynes, o filósofo e matemático Bertrand Russell e o matemático Andrew Wiles.

Em 2006, Cambridge foi considerada novamente a segunda melhor universidade do mundo de acordo com o Institute of Higher Education, Shanghai Jiao Tong University, atrás apenas da Universidade Harvard nos Estados Unidos. Em 2010, segundo lista elaborada pelo conselho acadêmico QS, foi considerada a melhor universidade do mundo.

A Universidade de Cambridge é integrante do grupo Golden Triangle de universidades britânicas de elite, em conjunto com a Universidade de Oxford, University College London, Imperial College London e London School of Economics.

Foto do Claire College, em Cambridge

Em 2020, me matriculei para atender aos seminários: The Cambridge Modern and Contemporary Art Seminar Series, The Visual Culture Seminar Series, Cambridge Seminar in Medieval Art, Cambridge Philosophy of Education Seminars 2020-21 e History of Art Graduate Seminar Series Lent 2021, os quais estou a atender online em razão da pandemia e por questões financeiras.

Easter Term.png

Cambridge Seminar.png

 

Os seminários são valiosos momentos para conhecer o trabalho de um grupo de especialistas renomados.

As pesquisas versam educação, arte, história, filosofia, história da arte e cultura visual, sendo possível que eu venha a apresentar minhas próprias pesquisas para este grupo em breve!

06
Nov20

Mestrado Acadêmico da Condessa de Melo

Rafaela da Silva Melo

Saudações,

Em 2016 fiz uma seleção para uma vaga de aluna do Mestrado Acadêmico, aprovada com a nota 9,26. O processo seletivo para alunos do Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul é composto por três etapas (prova escrita, análise do currículo e memorial acadêmico e entrevista final).

A linha de pesquisa por mim escolhida foi a de estudos sobre as infâncias e o tema tecnologias móveis para crianças e a pesquisa se tratava de um estudo situado no campo dos Estudos sobre as Infâncias Contemporâneas com abordagem interdisciplinar que abrange a Antropologia da Criança (Cohn e Gottlieb), Sociologia da Infância (Barbosa, Sarmento & Pinto, Corsaro, James, Jenk e Prout), estudos sobre a relação entre mídia, consumo e infância (Linn, Kincheloe & Steinberg, Giroux e Naradowski), e ainda recomendações e discussões da pediatria sobre a utilização de tecnologias precoce por bebês e crianças pequenas (Chrisrtakis, Kabali e Academia Americana de Pediatria).

Minha pesquisa teve o objetivo de analisar tecnologias móveis produzidas para bebês e crianças pequenas, com intuito de melhor compreender como estes incidem sobre as culturas da infância na contemporaneidade. 

Os resultados da pesquisa foram publicados em formato de uma apresentação, um capítulo de livro, um artigo em espanhol, tradução de um relatório e um guia de jogos e brincadeiras para bebês e crianças pequenas

Apesar da rotina de estudos para exames e do próprio mestrado, escrevi um texto para o site Medium, de título "O quarto em Arles e algumas lembranças não tão recentes":

Hoje a tarde lembrei-me de um quartinho que aluguei na Rua Mariante, quando morava em Porto Alegre. Isto aconteceu há um tempo atrás, mas lembro-me como se fosse hoje dos ótimos momentos que vivi naquele cantinho.

O quarto era muito pequeno, não havia espaço para todas as minhas coisas. Tudo que tinha era uma cama de solteiro, cartões postais de Porto Alegre na parede, luzes, uma mesa de escritório, prateleiras que o dono do imóvel gentilmente instalou após minha chegada, armário e alguns livros.

Fiquei lá por pouco tempo, menos do que planejara, devido aos custos, um pouco acima da média. Apesar de pequeno e apertado eu gostava de estar lá. O prédio era um tanto assustador: com pichações e muito antigo. O que eu realmente gostava era da sacada com vista para a avenida bem movimentada e o fato deste ser bem arejado e ter móveis novos. O barulho dos carros não era exatamente um problema, pois sempre morei em ruas movimentadas.

Sobre o que eu vivi, era tudo sobre expectativas, pensamentos, imagens, músicas e conversas infinitas. Frio e calor, motivação e desânimo, havia dias onde eu sentava no computador e produzia bastante, outros dias em que eu nada gostaria de fazer.

As saídas eram escassas. Caminhadas no parcão, idas aos restaurantes e cafeterias e nos eventos locais me tiravam de casa e me fazia vez por outra dizer “oi” para o mundo.

Meu quarto era parecido com esta segunda versão de Van Gogh, pela simplicidade. Não havia animais, regra geral, com o tempo me acostumei a ver os animais no parque e fui lidando com a falta que eu sentia de ter um bichinho de estimação.

O maior dos problemas era mesmo o desânimo que me fazia adiar ou atrasar os relatórios, a pesquisa, os projetos, ou não fazê-los com a qualidade com que eu gostaria.

Por outro lado, eu estava muito atenta a tudo que acontecia aos mínimos detalhes: a chuva, o frio, o sol, o pôr do sol, os filmes em cartaz, os programas de TV, na moda, nos lançamentos musicais e até nas novelas.

A série de Vicent Van Gogh que mostra as três versões do seu quarto em Arles, demonstra muito sobre como foi os seus últimos dias de vida, seus trabalhos, sua relação com seu irmão, seus problemas de depressão, isolamento e problemas financeiros. Aquele quarto em Rio Branco conta um pouco sobre mim em meus últimos dias em Porto Alegre, antes de me mudar para Pelotas.

E falando em artes, no prédio onde morei tem um espaço de artes com aulas de desenho, pintura, uma ótima biblioteca, chazinhos e biscoitos, artes plásticas e visuais. Quando estive lá pela primeira vez ela me mostrou sua coleção de colagens sobre suas viagens e isto me deu muitas ideias. As viagens que fazemos são ótimos momentos para criar algo novo ou fazer algo diferente com nossas recordações. Logo eu lembrei que tinha centenas de fotos as quais gostaria de fazer algo mais interessante do que armazená-las no computador ou colocá-las em porta retratos.

Na aula de desenho fizemos natureza morta e isto me ajudou a pensar um pouco sobre a pesquisa e sobre os rumos que esta estava tomando. Desenhar para mim sempre foi um grande desafio, pois nunca fui boa desenhista. Desenho, apaga, refaz, entre chás e bolachas, conversas sobre o tempo, política, notícias, filhos, planos e ideias e assim foram os meus meses naquele lugar e o desânimo que por vezes me acometia desaparecia com o passar do tempo.

Lembrar hoje desses momentos representa um passo importante para dar continuidade aos projetos inacabados, alguns trabalhos que não consegui dar conta naquele momento e de refletir e pensar sobre o visto, ouvido e vivido.

 
Nos próximos posts falarei brevemente sobre o meu ingresso na Medicina, o processo seletivo, as aulas, os livros, os professores, a turma e os meus próximos passos. 
 
 
 
 
 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub